Com mais 374 mil dólares na conta, mesmo perdendo o título mundial, nós também estaríamos a sorrir. Com mais 374 mil dólares na conta, mesmo perdendo o título mundial, nós também estaríamos a sorrir. Foto: WSL/Steve Sherman

Itens relacionados

quinta, 21 dezembro 2017 15:08

Gabriel Medina bate John John… nos mais bem pagos do Tour! 

Ranking dos dólares em análise… 

 

John John Florence pode até ter alcançado o segundo título mundial da carreira na passada segunda-feira. No entanto, no que diz respeito aos surfistas que mais dinheiro ganharam na presente temporada da Championship Tour da WSL a história é bem diferente. 

 

Nesse campo, o havaiano ficou-se pelo segundo lugar, com “apenas” 322.500 USD. O brasileiro, vice-campeão mundial, com duas vitórias consecutivas, em França e Portugal, é quem faz o maior estrago e leva a taça neste departamento. 

 

Gabriel Medina registou 374.750 USD de ganhos no final da época, só em prémios obtidos na WSL. Estranhamente, a terceira posição dos mais bem pagos também é ocupada por um brasileiro que se encontra (bem) mais abaixo do ranking. Trata-se de Filipe Toledo que somou 303.000 USD de prémios só este ano. 

 

O brasileiro, que reside atualmente em San Clemente, na Califórnia, berço de alguns dos melhores surfistas da atualidade, ficou na verdade em 10.º lugar no ranking, mas usufruiu do facto de também ter vencido duas etapas em 2017 - Jeffreys Bay e Trestles. 

 

Aproveita para conhecer o Top 10* dos que mais dólares receberam esta época: 

 

Gabriel Medina (Brasil) - USD 374.750

John John Florence (Havai) - USD 322.500

Filipe Toledo (Brasil) - USD 303.000

Jordy Smith (África do Sul) - USD 284.250

Julian Wilson (Austrália) - USD 282.250

Matt Wilkinson (Austrália) - USD 271.250

Owen Wright (Austrália) - USD 232.500

Adriano de Souza (Brasil) - USD 232.500

Jeremy Flores (França) - USD 220.750

Kolohe Andino (EUA) - USD 203.250

* Estão contabilizados apenas prémios na Championship Tour 2017. 

 

Para que conste, há tempos também ficámos a saber que o prize money do World Tour vai ser aumentado/atualizado já em 2018. Isto significa que, na prática, os surfistas profissionais vão passar a receber mais "plim plim".  

 

As provas masculinas do CT passam de 579.000 USD para 607.800 USD, traduzindo-se num aumento de 28.800 USD. Já cada etapa do World Tour feminino passa de 289.500 USD para 303.900 USD. O aumento nas senhoras é de 14.400 USD. 

 

Lê mais sobre isto AQUI

 

--

>> Segue-nos no FacebookInstagram <<

 

 

 

Perfil em destaque

Scroll To Top