John John defende o troféu português e chega a Peniche como líder do ranking. John John defende o troféu português e chega a Peniche como líder do ranking. Foto: Poullenot/WSL

Itens relacionados

domingo, 22 outubro 2017 16:08

JOHN JOHN FLORENCE PODE SER CAMPEÃO DO MUNDO EM PENICHE

Dezasseis vencedores diferentes num ano absolutamente fantástico...

 

Lembram-se do ano passado? John John venceu a etapa portuguesa da World Championship Tour e selou de vez as contas do título mundial.  Tal poderá voltar a acontecer no MEO Rip Curl Pro Portugal 2017. 

 

Contudo, antes, é bom que se refira que este tem sido o ano mais atípico de sempre, pois, após 18 eventos (9 masculinos e 9 femininos) são 16 os diferentes vencedores que a World Surf League já consagrou esta temporada no World Tour. 

 

Gabriel Medina e Carissa Moore foram os últimos a juntar-se à lista após a vitória no Quiksilver e Roxy Pro France, enquanto Filipe Toledo e Courtney Conlogue são os únicos que este ano conseguiram repetir vitórias no CT. 

 

Confere: 

 

Owen Wright - Gold Coast

John John - Margaret River

Jordy Smith - Bells Beach

Adriano de Souza - Rio de Janeiro

Matt Wilkinson - Fiji

Filipe Toledo - Jeffreys Bay

Julian Wilson - Taiti

Filipe Toledo - Trestles

Gabriel Medina - França

 

Stephanie Gilmore - Gold Coast

Sally Fitzgibbons - Margaret River

Courtney Conlogue - Bells Beach

Tyler Wright - Rio de Janeiro

Courtney Conlogue - Fiji

Sage Erickson - Huntington Beach

Silvana Lima - Trestles

Nikki Van Dijk - Portugal

Carissa Moore - França 

 

 

À imagem do ano passado, seria de esperar que John John Florence tivesse em Peniche novamente a oportunidade de selar as contas de um novo título mundial. E tem, na verdade. No entanto, o mais provável é que o título seja decidido no Havai, a última etapa do Tour (8 a 20 de dezembro em Pipeline). 

 

A variedade de vencedores que se tem vindo a verificar este ano tem tornado as contas mais apertadas e competitivas. Nesse sentido, a WSL já deixou saber que, matematicamente falando, à partida para o CT português existem ainda oito candidatos com possibilidade de alcançar o título - John John Florence, Jordy Smith, Gabriel Medina, Owen Wright, Matt Wilkinson, Julian Wilson, Filipe Toledo e Adriano de Souza. 

 

À Surfline, Renato Hickel, Comissário Deputado da WSL, traçou os vários cenários e deixou mesmo saber que para sair vencedor de Portugal o havaiano tem que estar num ritmo competitivo bem elevado e os seus adversários terão que perder todos muito prematuramente no evento. 

 

Muito dificilmente isso acontecerá, portanto, o melhor mesmo é ficar por dentro das contas

 

- Se John John ficar em 1.º lugar em Portugal, Jordy Smith precisa ficar em 5.º ou melhor para levar a decisão para o Havai; 

- Se John John ficar em 2.º lugar em Portugal, Jordy Smith precisa ficar em 9.º ou melhor para levar a decisão para o Havai. Já Gabriel Medina, Owen Wright e Matt Wilkinson precisam de ficar em 1.º lugar; 

- Se John John ficar em 3.º lugar em Portugal, a decisão do título vai para o Havai mesmo se Jordy Smith terminar em 25.º lugar em Peniche.  

 

Sem dúvida, o ano mais atípico de sempre no World Tour, mas nós estamos a adorar. 

Fiquem sintonizados, no MEO Rip Curl Pro Portugal, em Peniche,(20 e 31 de outubro). 

 

Perfil em destaque

  • Oscar Cauchi Oscar Cauchi

    Jovem surfista belga a viver na cidade do Porto… 

Scroll To Top