Miguel Gomes, Presidente da ASCC, visa revalidar troféu da Taça de Portugal. Miguel Gomes, Presidente da ASCC, visa revalidar troféu da Taça de Portugal. Foto: Luís Marques

Itens relacionados

quinta, 24 agosto 2017 13:30

Miguel Gomes: "Demorou 15 anos a trazer novamente a Taça de Portugal para a Caparica”

Presidente da ASCC fala de como está a preparar a Taça de Portugal de Surfing 2017… 

 

A Taça de Portugal de Surfing 2017 está próxima, tem lugar entre os dias 6 e 10 de setembro, novamente nas águas da Figueira da Foz, e já está a causar muitas movimentações entre os melhores e mais ativos clubes de surf do país. A ASCC - Associação de Surf Costa de Caparica, que conquistou o troféu o ano passado, é um dos que está a tomar medidas com vista a revalidar o título. A menos de 15 dias para o início, Miguel Gomes, Presidente da ASCC, falou-nos dos objetivos para este ano. 

 

No ano passado a Praia do Cabedelo [Figueira da Foz] apresentou ondas de excelência. Será que podemos falar que foi a melhor Taça de Portugal de sempre? 

Miguel Gomes: Boas! Antes de mais, obrigado pela entrevista. Achamos super importante este estilo de comunicação para "incendiar" ainda mais o próximo evento. Em relação à organização e às ondas, estivémos meio por meio. Infelizmente, achamos que este campeonato merece mais apoios por parte das Câmaras Municipais e também da Federação Portuguesa de Surf. Na nossa opinião, este é o único evento que pode realçar a importância dos clubes novamente na formação. Mesmo assim, tivemos momentos de gala no Cabedelo e também um grande empenho da organização o do presidente da ABFM (Ass. Bodyboard Foz Mondego), Nuno Trovão. Está de parabéns, pois conseguiu fazer um evento quase perfeito.

 

“Gostávamos de um dia ter na categoria Sénior atletas de topo nacional

como se vê na Austrália, Brasil ou Estados Unidos"

 

 

 

A Taça de Portugal é festa, união e espírito de equipa. Qual o sentimento que a vossa Associação nutre perante uma competição tão especial como é a Taça?

MG: Como já referi, este é para nós o evento mais importante do calendário competitivo a nível nacional do nosso clube. É o único evento que reúne todos os clubes nacionais ativos que por sua vez apresenta os seus melhores atletas de cada modalidade nos vários escalões e com isto produz uma competição super saudável entre as várias equipas conseguindo criar e construir as futuras gerações de competidores. Achamos também que a participação dos atletas com maior currículo é muito importante, pois podemos ter também a experiência como um lado motivador na próxima geração e assim haver mais partilhas de ideias e experiências. Pode ser um sonho, mas gostávamos de um dia ter na categoria Sénior atletas de topo nacional como se vê na Austrália, Brasil ou Estados Unidos, para tornar este evento realmente o maior evento de clubes do país. Talvez a participação de fazer parte dos critérios como requisito a futuras chamadas na seleção fosse uma possível opção para elevar a um evento premium. Achamos que todas as modalidades e os clubes teriam a ganhar.

 

Depois do feito do ano passado, como se tem vindo a preparar a vossa equipa? 

Temos simplesmente a vontade de ganhar e trazer novamente o troféu para a Costa de Caparica. Não é todos os dias que se têm os melhores surfistas da terra todos juntos na mesma casa e no mesmo jantar. Isso é um dos grandes espíritos da Taça que faz com que se quebre barreiras e se crie novas amizades que ficam para sempre. Isso fez com que quase todos quisessem novamente estar na equipa e representar o seu clube e a Costa de Caparica. Só posso estar orgulhoso da vontade de estarem novamente com a ASCC. Tenho de agradecer muito ao empenho do Pedro Carvalho como a toda a equipa e staff que ajudou a trazer o troféu para a Caparica de Campeão Absoluto e Campeão nas modalidades de Surf e Sup Wave.

 

"Demorou 15 anos a trazer novamente a Taça de Portugal

para a Caparica e não queremos esperar mais 15 anos"

 

 

Quais as expetativas para esta edição da Taça? Vamos ter uma Associação da Caparica com vontade de revalidar o titulo ou de fazer o melhor possível como o ano passado?

Vamos com a mesma humildade do ano passado e com o mesmo espírito de equipa que o caraterizou. Demorou 15 anos a trazer novamente a Taça de Portugal para a Caparica e não queremos esperar mais 15 anos… Como é óbvio, vamos para ganhar, mas sabemos que este ano todas as equipas vão motivadas para retirar o título à ASCC. Vai ser mais difícil... Mas como costumamos dizer, prognóstico só depois do jogo e no final é que vemos quem é que vai ser o Campeão Absoluto. Se conseguirmos novamente pôr três atletas como campeões, vários nas finais e o troféu de Campeão Absoluto no Surf será muito bom para a ASCC e para a Costa de Caparica.

 

Depois da qualidade de ondas e de organização do evento em 2016, que pensam da realização desta prova novamente na Figueira da Foz?

A Figueira da Foz é um lugar mágico. Esperemos que a Taça volte novamente ao Cabedelo e que seja organizada pelo clube local com o grande apoio das Câmaras Municipais e que eles vejam a importância destes eventos, não só para a terra mas como também para as próximas gerações de atletas da Figueira. Obrigado ao Nuno Trovão pela hospitalidade e pela disponibilidade durante a nossa estadia na Figueira da Foz e obrigado a todos os clubes por tornarem este evento numa semana de competição super saudável entre as várias equipas. Estão todos de parabéns! Por último, gostávamos de fazer um agradecimento especial à Junta de Freguesia da Costa de Caparica, ao Presidente José Ricardo e à sua equipa pelo apoio e disponibilidade! Somos diferentes… Somos ASCC!

 

"Vamos com a mesma humildade do ano passado

e com o mesmo espírito de equipa que o caraterizou"

 

Perfil em destaque

  • Oscar Cauchi Oscar Cauchi

    Jovem surfista belga a viver na cidade do Porto… 

vimeo

 

 

Scroll To Top